Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até hoje, dia 8 janeiro 2014, como Presidente República, Primeiro Ministro e Ministro das Finanças, Cavaco Silva está no poder há 6908 dias (18 anos e 339 dias). .

Agora temos, ao menos, este auxílio: Um relógio com a contagem decrescente para a libertação final!!

Agradecemos ao CDS-PP ter dado a ideia do relógio com contagem decrescente!

Este contador assume que o mandato de Cavaco terminará a 29 de Fevereiro de 2016 (para nosso azar, 2016 é ano bissexto)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Livros recomendados Amazon.co.uk (kindle edition)


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Síntese do que se foi passando em férias

Domingo, 09.08.09

Durante as férias, mantive-me atento ao que de mais relevante se foi passando no nosso país. Fica aqui o que, no meu entender, de mais relevante se passou:

 

1) O jornal i publicou um ensaio do Prof. da Universidade de Columbia, Ricardo Reis, no qual ficou demonstrado quem mais contribuiu para o monstro.  

Assim, Ricardo Reis afirma que: "Olhando para os quatro governos individualmente, o maior aumento na despesa veio durante os governos de Durão Barroso e Santana Lopes: 0,48% por ano. Segue--se-lhe o governo de Cavaco Silva com 0,32%, António Guterres com 0,31%, e por fim José Sócrates com um aumento de apenas 0,14%". O Prof. de Economia adianta ainda que "Se excluirmos o enorme aumento na despesa no primeiro trimestre de 2009 associado à crise, o governo de José Sócrates e dos ministros Campos e Cunha e Teixeira dos Santos teria a rara distinção de ser o único governo que reduziu o tamanho do monstro, de 21,5% do PIB quando tomou posse para 21% no final de 2008".  

Agora que estão disponíveis séries longas, que permitem comparar com rigor o desempenho dos diferentes governos, ruiu como baralho de cartas, o mito segundo o qual  a esquerda é despesista, enquanto que a direita personifica o rigor. Este mito foi inventado pela direita, que ao longo dos anos foi repetindo esta mentira. O trabalho tem o mérito de provar, uma vez mais, que uma mentira muitas vezes dita, não se torna verdade.

Noto ainda que, porventura, com menos rigor ciêntifico, o Sítio com vista sobre a cidade, já havia chegado a conclusões semelhantes às de Ricardo Reis (aqui).  

 

2) Ainda no campo da Economia, verificamos que o pior da crise parece mesmo que já passou. No final de Julho, o INE revelou que "O indicador do clima económico e a confiança dos Consumidores subiram em Julho, reforçando as tendências de recuperação dos últimos meses"

Hoje, ficámos a saber que a OCDE sublinhou sinais de recuperação na economia portuguesa. Estou certo que toda a oposição, incluindo Cavaco Silva, ficou satisfeita com estas boas novas.

 

3) Passando para a política dura e crua, vemos que há gripes que dão muito jeito, ainda para mais, quando não é exigido o devido atestado médico.  O que é certo é que Ferreira Leite curou-se depressa, e passados dois dias, fresca que nem uma alface, lá foi dizendo mais umas verdades descontraídas: "Já disse tanta vez que já quase não me consigo ouvir a mim própria" [a propósito da promessa de parar os grandes investimentos]. 

 

4) Ainda na política à-la-Jardim, tivemos o Louçã, na sua ânsia anti-socrática, a acusar o PM de tráfico de influências por causa do "namoro" a Joana Amaral Dias. Fiquei à espera que o mesmo Louçã, viesse a acusar Louçã por este andar a namorar ex-autarcas do PS.

Então não é que Bandeira Pinho, candidato à Câmara Municipal de S. Pedro do Sul pelo Bloco, já foi Presidente de Câmara daquela terra eleito pelo PS?? E que Rui Costa, candidato à Assembleia Municipal, era militante do PS até há meses, tendo sido eleito vereador, nas últimas eleições autárquicas??

Vemos aqui, o tráfico de influência à moda de Louçã. Ex-autarcas do PS fiquem, por isso, a saber: Uma aproximação ao Bloco vale candidatura à Presidência de Câmara. Espero, ansiosamente, para que o sacristão Louçã venha a chamar a Comunicação Social sobre este gravíssimo caso. 

 

5) Mais duro que isto, só mesmo a reunião do PSD para a escolha dos candidatos a deputados. Xiiii, pá. Miguel Relvas, Morais Sarmento, Ângelo Correia, Azevedo Soares, Passos Coelho, Rebelo de Sousa, e outros...foram alguns dos protagonistas do melhor filme de Cowboys dos últimos anos.

Mães, escondam os vossos filhos debaixo das camas, pode ser que as balas perdidas façam danos colaterais. 

 

6) Já tinhamos como arguidos o ex-Secretário de Estado de Cavaco Silva, Oliveira e Costa, e os ex-Ministros também de Cavaco, Dias Loureiro e Arlindo de Carvalho. Agora temos o ex-Ministro de Durão Barroso, Isaltino de Morais, condenado a 7 anos de prisão efectiva e perda de mandato. Com esta parece-me que se fosse fundada uma associação de ex-governantes do PSD, esta teria de se reunir no Estabelecimento prisional de Lisboa. É também caso para dizer que a direita quis que Sócrates ficasse com a fama de corrupto, mas pelos vistos quem tem o "proveito" são outros.

 

7) Tempo ainda para ler a frase mais contundente que já li a propósito dos negócios de Cavaco Silva no BPN, e com a qual concordo em absoluto. A frase é do insuspeito Mário Crespo, em artigo de opinião no JN: "Se a Assembleia da República tivesse a força política do Senado, os negócios do cidadão Aníbal Cavaco Silva e família, com as acções do grupo do BPN, por legais que fossem, levantariam questões éticas que impediriam o exercício de um cargo público."

Lembre-se que neste negócio no banco gerido por amigos de Cavaco, os preços de compra e venda das acções de Cavaco foram determinados administrativamente por Oliveira e Costa. Tal negócio viria a ser altamente rentável para Cavaco.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 09:43








Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...