Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até hoje, dia 8 janeiro 2014, como Presidente República, Primeiro Ministro e Ministro das Finanças, Cavaco Silva está no poder há 6908 dias (18 anos e 339 dias). .

Agora temos, ao menos, este auxílio: Um relógio com a contagem decrescente para a libertação final!!

Agradecemos ao CDS-PP ter dado a ideia do relógio com contagem decrescente!

Este contador assume que o mandato de Cavaco terminará a 29 de Fevereiro de 2016 (para nosso azar, 2016 é ano bissexto)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Livros recomendados Amazon.co.uk (kindle edition)


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Demagogia em estado puro

Sexta-feira, 14.08.09

 No dia de ontem, em que foram conhecidos os dados sobre o crescimento do PIB no 2º trimestre de 2009, segundo os quais o PIB em Portugal cresceu 0,3%, Ferreira Leite manteve-se calada.

Hoje, com a publicação dos dados de desemprego, Ferreira Leite veio com um verdadeiro tratado de economez.

Resumindo, tudo o que é bom vem de fora, tudo o que é mau vem de dentro (de Sócrates, mais concretamente).

Mas há falsidades no discurso da líder do PSD que são facilmente desmontáveis. Ferreira Leite diz-nos: "Os sinais de ontem são positivos no sentido da crise internacional". Acontece que esta frase não é verdadeira, porque a Europa no seu conjunto, continua em recessão. Segundo o Eurostat, o PIB no 2º trimestre de 2009 decresceu 0,1%, na zona Euro, enquanto que a UE dos 27 registava uma queda de 0,3%. Temos, por outro lado, países com os quais mantemos fortes relações comerciais que viram agravada a sua situação. São disso exemplo Espanha (queda de 1% do PIB) e Reino Unido (-0,8%). Portanto, os sinais de ontem são de longe mais positivos para a situação em Portugal do que para a situação na Europa.

Ferreira Leite adianta ainda "Os sinais de hoje são sinais altamente preocupantes relativamente a crise interna". Nem me vou dar ao trabalho de comentar a demagogia destas palavras, de tão evidente que ela é.

Mas os últimos dados do desemprego na Europa que conheço foram divulgados no dia 31 de Julho e referem-se ao final do mês de Junho de 2009.



 

O gráfico demonstra que o desemprego em Portugal era, no final de Junho (9,3%), ligeiramente menor que na zona Euro (9,4%), embora superior, por escassas décimas, ao da União Europeia dos 27 (8,9%). De modo que os valores do desemprego em Portugal estão em linha com o que acontece na Europa. No entanto, e apesar dos factos, Ferreira Leite vem ensinar que o desemprego em Portugal tem a ver com uma crise interna.

Devemos, assim, acreditar que a Europa foi contagiada pela crise interna Portuguesa.

Aponto para o meu "poste" em que mencionava que foi nos governos de Ferreira Leite que o desemprego cresceu, enquanto na Europa subia (ver aqui).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:04








Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...