Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até hoje, dia 8 janeiro 2014, como Presidente República, Primeiro Ministro e Ministro das Finanças, Cavaco Silva está no poder há 6908 dias (18 anos e 339 dias). .

Agora temos, ao menos, este auxílio: Um relógio com a contagem decrescente para a libertação final!!

Agradecemos ao CDS-PP ter dado a ideia do relógio com contagem decrescente!

Este contador assume que o mandato de Cavaco terminará a 29 de Fevereiro de 2016 (para nosso azar, 2016 é ano bissexto)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Livros recomendados Amazon.co.uk (kindle edition)


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





Falha de mercado

Quarta-feira, 25.11.09

Fala-se com frequência do estado da nossa justiça, outros sectores parecem-me bem mais degradados do que a justiça e pouco disso se fala.

Há uns dias davam-nos por garantido que Armando Vara tinha recebido €10.000 de Godinho. Haveria escutas efectuadas com equipamento usado pela Mossad israelita. Depois, mais tarde soube-se que nada disso foi interceptado. Ontem, ficou-se a saber que o juiz de Aveiro afinal não se recusa a destruir as escutas das conversas em que Sócrates participou.

Temos, pois, uma comunicação social seriamente afectada na sua credibilidade.

No meu entender, recorrendo ao jargão económico, existe uma falha de mercado. O mercado, deixado ao seu livre funcionamento, não é capaz de proporcionar ao cidadão uma informação honesta e desinteressada.

Questiono-me qual o remédio para esta falha. Confesso que vacilo na resposta. 

Uma comunicação social à la João Jardim, com forte influência do Estado, também não nos levará por bons caminhos.

Poderá a regulação desempenhar papel relevante? Sem dúvida, mas seguramente não nos moldes da inócua ERC.  No entanto, regulação de conteúdos é a execrável censura.

O tema é complexo e vital para a democracia.

Mas a tomada de consciência de que existe esta falha de mercado, é só por si um ponto de partida para a mesma seja atacada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 19:29








Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...