Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Até hoje, dia 8 janeiro 2014, como Presidente República, Primeiro Ministro e Ministro das Finanças, Cavaco Silva está no poder há 6908 dias (18 anos e 339 dias). .

Agora temos, ao menos, este auxílio: Um relógio com a contagem decrescente para a libertação final!!

Agradecemos ao CDS-PP ter dado a ideia do relógio com contagem decrescente!

Este contador assume que o mandato de Cavaco terminará a 29 de Fevereiro de 2016 (para nosso azar, 2016 é ano bissexto)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Livros recomendados Amazon.co.uk (kindle edition)


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D





O dilema de Passos Coelho com a Grécia

Quarta-feira, 08.07.15

 

Untitled.jpgFinantial Times, 23 de junho de 2015

 

O Finantial Times já avisou: Se Grécia cair, Portugal será o próximo.

E é aqui que reside o dilema de Passos Coelho. Ele sabe que tem duas hipóteses:

1) Ou salva a narrativa dele, dizendo que não há alternativa à austeridade e mantendo-se, assim, inflexível nas negociações com a Grécia, mesmo sabendo que o falhanço das negociações poderá ter elevados custos para Portugal;

2) Ou, pelo contrário, dá o braço a torcer, e aceita que a Grécia obtenha alguns ganhos nestas negociações. Neste caso, a sua narrativa ficaria totalmente descredibilizada, mas Portugal ficaria numa situação mais tranquila...

Temo que mais uma vez Passos Coelho escolha salvar a sua pele, "lixando" com isso o país. Ainda ontem, António Vitorino, na Sic Notícias, nos disse que no Eurogrupo, apenas Itália e França tinham mostrado maior abertura para avançar nas negociações. Todos os outros, com Portugal incluído, naturalmente, se mantiveram absolutamente inflexíveis para negociar.

O artigo no Finantial Times pode ser lido aqui:

http://www.ft.com/cms/s/0/1b9a8016-199a-11e5-a130-2e7db721f996.html

e a referência ao mesmo no site da Rádio Renascença:

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?did=191345#st

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 10:32

Oceanário Pingo Doce

Quarta-feira, 24.06.15

12342720_NYGQD.jpeg

 

Parece então que se confirma:

A concessão do Oceanário de Lisboa por 30 anos foi adjudicada à Fundação Francisco Manuel dos Santos (que é como quem diz ao dono do Pingo Doce) por 24 Milhões de Euros. Alguém me explica:

- Porque é que no Orçamento para 2015 se previa um encaixe de 40 milhões de Euros com a concessão, e afinal o valor realmente obtido foi perto de metade? O que aconteceu desde o início deste ano para que o Ocenário sofresse tamanha desvalorização? É caso para dizer, como diz o anúncio ao Pingo Doce "Poupe Metade do Valor do Peixe - Se lhe dá jeito, o Passos Coelho faz"

- Tendo em conta que os lucros do Oceanário ascenderam a 1,49 Milhões de Euros em 2014. Assim numas contas de talhante (sem menosprezo para os talhantes) durante 30 anos isso daria 44,7 Milhões de Euros. Porque é que se aceita uma proposta que dará a perder ao Estado muitos Milhões de Euros?

- Sendo a concessão por 30 anos, e se acontecer ao Oceanário o que acontece normalmente aos edifícios, ao fim desse período o Oceanário precisará provavelmente de grandes obras de repação / manutenção. Aí já seremos nós a pagar, certo?

- Não foi este Governo que tinha prometido acabar com rendas às Fundações? Haverá melhor renda que um Oceanário pejado de turistas?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 09:14

A mentira de Passos Coelho sobre os pretensos prejuízos da TAP

Sábado, 16.05.15

Que interesses defende Passos Coelho?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 10:55

Os 14 minutos e 58 segundos da Opinião de Sócrates. 4 de maio 2014

Domingo, 04.05.14

Os comentários de José Sócrates são cada vez mais curtinhos. Cada minuto é para ser ouvido com atenção

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:30

Comentários de José Sócrates por temas. 23 de fevereiro 2014

Domingo, 23.02.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:47

Comentários de José Sócrates por temas. 19 janeiro 2014

Domingo, 19.01.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 23:34

O novo sinistro significado de "calibrar" ou como brincar com as palavras para anunciar um saque

Sexta-feira, 03.01.14

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 21:08

Comentários de Sócrates por temas. 15 dezembro 2013

Domingo, 15.12.13

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 23:03

Educar os juízes

Sábado, 14.12.13

O extraordinário livro "O Preço da desigualdade", de Joseph Stiglitz, toca em diversos pontos que apesar de terem os EUA como pano de fundo, se aplicam totalmente a Portugal.

A coincidência resulta do facto de muitas das práticas e decisões que o nosso Governo se justificarem não tanto por razões conjunturais, mas essencialmente por razões ideológicas. Os EUA têm professado a sua fé nos mercados e na doutrina neo-liberal, desde a era Reagan. Os resultados têm sido penalizadores para 99% da população americana, mas nada que aflija o Governo Português que se esforça para ser o melhor aluno da escola de Chicago.

 

A forma como o Governo tenta educar os juízes do Tribunal Constituicional não é prática original, como se pode ler num excerto do livro de Stiglitz que agora cito:

"A Direita reconheceu a importância da educação no moldar das perceções, e é por isso que tem estado ativa na tentativa de influenciar o modelo de currículo nas escolas e embarcou num programa de "educação" com vista a tornar os juízes mais letrados na economia, ou seja, inclinados a ver o mundo através das estreitas lentes da economia conservadora".

 

Assim lido, parece que Stiglitz está a pensar do Ministro Maduro, porta vozes do PSD e toda a trupe de comentadores que tem pressionado o TC, não é?

 

 

   

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 13:06








Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...