Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Provocação ao povo

Terça-feira, 01.05.12

Soares dos Santos terá pensado:

"Se hoje é um dia de especial significado para os trabalhadores, irei pôr os meus lacaios a trabalhem mais do que nunca";

"Se os sindicatos apelaram ao boicote às minhas lojas, por obrigar os meus criados a trabalhar no 1º de maio, irei fazer-lhes ver que as minhas promoções falam mais alto que as reivindicações";

"Se esses comunas andam a fazer manifs na rua, irei demonstrar que o que o povo quer é arroz no prato, e que para isso lá está o meu Pingo Doce".

"Irei mostrar a esses comunas, quem manda aqui!"

Julgo que foi este tipo de pensamentos básicos e de hostilização à classe sindical que terão passado pela cabeça de Soares dos Santos para fazer um desconto de 50% nos preços no dia de hoje.

À primeira vista, foi uma enorme vitória da Jerónimo Martins. Filas à porta, lojas a transbordar, prateleiras vazias. Se calhar, foi uma vitória em toda a linha (e não apenas à primeira vista). Só o tempo o dirá.

Mas se eu fosse a Soares dos Santos não celebraria com muito entusiasmo.

A partir de hoje, ele é um rosto. Um rosto de um retrocesso de cem anos, em que o patrão punha e dispunha dos trabalhadores. Um rosto que já se tornara conhecido com a fuga da sede fiscal para Holanda, mas que hoje reforçou notoriedade.

Atrás dos tempos, tempos vêm. Num dia de desespero, o mesmo povo que hoje esperou ordeiramente pela sua vez na fila, poderá fazer-lhe uma nova visita bem menos cordial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:14





Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...