Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


De boca aberta...

Sexta-feira, 07.09.12

Por mais critícas que já tivesse feito a este Governo, nunca pensei que o descaramento fosse tanto.

Massacrar o povo, principalmente os mais desfavorecidos, é o grande lema deste Governo, e já não têm vergonha para o esconder.

Aumentar contribuições para a Segurança Social em 7 pontos percentais, quer se ganhe €500 ou se ganhe €10.000? Gente selvagem, que quer instalar a lei da selva, só pode.

Diminuir as contribuições da Segurança Social das empresas? Mas quem lhes vai comprar o que quer que seja?

Tudo mau de mais para ser verdade, mesmo nos meus piores sonhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 23:18

O dia negro de Passos e de todos os fundamentalistas da austeridade

Sexta-feira, 07.09.12

Passos Coelho tem dito insistentemente: "função do BCE não é resolver crises dos países indisciplinados". Aquela ideia de empobrecimento, de criação de uma população em dificuldades, sem direitos, disposta a qualquer tipo de trabalho, por meia dúzia de trocos, é uma ideia apetecível para este Governo, digam o que disserem.

Mas ontem, o BCE decidiu comprar em larga escala dívida dos países que tenham pedido "ajuda" externa, o que obriga Passos Coelho e todos os fundamentalistas da austeridade, a engolirem um sapo vivo.

E tal com diz Ana Sá Lopes, no jornal i, "Mas é espantoso que uma decisão que vai beneficiar Portugal (e de uma forma imediata, pela diminuição do risco da zona euro no seu todo) tenha tido durante tanto tempo a oposição do seu primeiro-ministro" (...) E é evidente que a vitória de ontem só foi possível porque Angela Merkel reconheceu, como as suas últimas intervenções demonstram, que o sucesso da economia alemã depende de um euro estável. Há dias em que é um alívio reconhecer que a influência do governo português nas decisões europeias é igual a zero. Ontem foi o dia".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 09:34





Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...


subscrever feeds