Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Actividade económica cresce ao ritmo mais rápido desde Fevereiro de 2008

Sexta-feira, 21.05.10

Que irritante esta mania de aparecerem notícias, que desmentem o clima de catástrofe que alguns querem pintar. O melhor é mesmo ignorar.

 

 

O indicador do Banco de Portugal para medir a actividade económica registou em Abril o crescimento mais forte desde Fevereiro de 2008, sinalizando que a economia portuguesa está a acentuar o crescimento verificado no primeiro trimestre. O consumo privado estabilizou.
O indicador do Banco de Portugal para medir a actividade económica registou em Abril o crescimento mais forte desde Fevereiro de 2008, sinalizando que a economia portuguesa está a acentuar o crescimento verificado no primeiro trimestre. O consumo privado estabilizou.

De acordo com os indicadores de conjuntura hoje divulgados, o indicador coincidente mensal para a evolução homóloga tendencial da actividade económica, calculado pelo Banco de Portugal, aumentou 1% em Abril face ao mesmo mês do ano passado.

Esta subida – a mais forte desde Fevereiro de 2008, de acordo com os últimos dados conhecidos do Banco de Portugal – compara com o crescimento de 0,9% verificado em Março.

Este indicador tinha crescido 0,3% em Janeiro e 0,6% em Fevereiro, sendo que no conjunto do primeiro trimestre, tinha avançado 0,6% em termos homólogos.

O incremento no crescimento do indicador coincidente mensal sinaliza que a economia portuguesa prolongou em Abril a tendência de recuperação que verificou no primeiro trimestre. O PIB português, segundo a estimativa rápida do INE, cresceu 1,7% nos primeiros três meses do ano, em termos homólogos e 1% face ao último trimestre de 2009.

Quanto ao indicador que mede o consumo privado, também divulgado hoje pelo Banco de Portugal, verificou-se uma estabilização face ao mês anterior.

O indicador coincidente do consumo privado cresceu 2,7% em Abril, igualando o aumento verificado em Março.

Apesar da melhoria destes indicadores que medem a actividade económica em Portugal, é de esperar um abrandamento nos próximos meses, devido às medidas de austeridade aprovadas pelo Governo, com o aumento do IVA, IRS e IRC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 17:41





Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...