Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Asfixia democrática (agora na vida real)

Segunda-feira, 27.06.11

A "jornalista" do PSD, foi transferida da RTP para a TVI, de Bernardo Bairrão.

 

O "Sítio com vista sobre a cidade" tem procurado alertar os internautas que por aqui passam sobre a situação da comunicação social.

Trata-se de um sector, tal como muitos outros, dominado por grandes grupos, grandes empresários, que são naturalmente mais próximos da direita, porque é esta que melhor defende os seus interesses.

O problema é que com o domínio da comunicação social, estes empresários manipulam a informação que nos é transmitida, moldando a opinião pública ao sabor dos seus interesses, traduzindo-se na instigação do ódio contra governos (ou protagonistas) de esquerda ou na difusão e aceitação como boas (ou mesmo como únicas) das ideias liberais.

A proximidade dos empresários da comunicação social ao PSD já não é disfarçada. Depois de Belmiro de Azevedo (dono do Público) e Balsemão terem aparecido na campanha, ficou-se a saber que Bernardo Bairrão, Administrador da TVI, vai para o Governo.

Esta transferência tem a vantagem de clarificar águas: ficamos a saber como Manuela Moura Guedes se manteve tantos anos na TVI, a destilar ódio contra Sócrates, com base em mentiras e deturpações grosseiras de factos.

Ficamos também a saber como Judite de Sousa, uma "jornalista" do PSD, beneficiou de uma transferência milionária da RTP para a TVI.

Objectivamente, Judite de Sousa é a antítese do que deve ser uma jornalista. Derrete-se em sorrisos quando o entrevistado é das suas cores partidárias, ou é aliado das suas ideias. Chega a ser ternurento ver as entrevistas de Judite a Passos Coelho, Manuela Ferreira Leite,  ou Jerónimo de Sousa (um aliado ocasional no derrube de Sócrates). Chega a ser repugnante a agressividade, e a forma como não deixa falar os entrevistados, quando as ideias destes são contrárias aos seus interesses.

Mas apesar desta fraquíssima qualidade jornalística, Judite de Sousa é vice-Directora da TVI, paga a peso de ouro, televisão da qual Bernardo Bairrão era administrador, desde 2001.

 

Adenda: Bernardo Bairrão não foi para o Governo, por ter dito que era desfavorável à privatização da RTP. No entanto, o episódio mostra a proximidade de mais um líder da comunicação social ao PSD. Tudo o que foi dito neste post, mantém-se por isso válido.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 09:46

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.






Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...


subscrever feeds