Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

 



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D


Actualização das previsões (7)

Terça-feira, 13.11.12

Cada vez que saem novas estatísticas, salta à vista o fracasso de toda esta política de austeridade, que ainda hoje foi tão elogiada por Passos Coelho.

O Banco de Portugal apresentou novos dados. Prevê -1,6% de queda do PIB em 2013. Em Março, há apenas 6 meses atrás, o BdP previa que em 2013 Portugal teria um crescimento zero.

Alguém ainda consegue explicar porque se insiste numa política que sai sempre pior que o previsto?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 21:01

Actualização das previsões (6)

Segunda-feira, 30.07.12

A semana passada a OCDE emitiu novas previsões para Portugal. Destaque para o agravamento das previsões na evolução do PIB em 2013.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 07:33

Quando um governo defende o seu povo

Sexta-feira, 13.07.12

Excelente a reação do governo francês ao despedimento em massa na Peugeot.

 

The French government has urged PSA Peugeot Citroen to rethink its plans to cut jobs and close its plant in Aulnay, just outside Paris.

Arnaud Montebourg, the minister for Industrial Renewal, called on CEO Phillippe Varin to consider all other options in good faith. He said Peugeot has a duty to France as a nation.

In an interview with France 2, Montebourg said the company had paid out huge dividends to shareholders and spent millions buying back its own shares.

“This wasn’t done for investment or to improve competitiveness, these are financial transactions of convenience. These issues need to be clafrified,” he said.

But unlike its French rival Renault, the state owns no part of PSA.

The announcement is a major blow for Socialist President Francois Hollande who came to power promising to boost French manufacturing.

His government’s rescue plan for the French car industry is set to be unveiled on July 25th.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 08:17

Segurança Social encerra call center e despede 400 funcionários

Quinta-feira, 28.06.12

É mais um despedimento coletivo, agora da responsabilidade direta do Governo. O call center estava situado em Castelo Branco, e empregava maioritariamente jovens. O anterior governo havia acordado que este call center prestaria o serviço durante 15 anos. Tudo foi agora rasgado.

Além disso, este encerramento revela o especial desprezo com que este Governo trata os utentes destes serviços. Desempregados, pensionistas e outros indigentes são agora mandados para as filas das lojas de cidadão (se houver por perto).

Um despedimento que revela todo um programa e ideologia do Governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 19:35

Um país sem defesa ou a grande golpada?

Domingo, 10.06.12

Passos Coelho recebendo um biscoito

 

O El País diz que Passos Coelho é “campeão da austeridade e das teses alemãs”. As atitudes e políticas deste governo confirmam esta análise do El País (que, claro está, foi silenciada pela comunicação social nacional).

A propósito da ajuda a Espanha, que irá ser feita aparentemente com condições mais vantajosas, a Irlanda já veio exigir condições iguais às que Madrid conseguiu.

Atitude que se pode considerar da mais elementar justiça e bom senso por parte do Governo da Irlanda.

Acham que o Governo Português vai pedir o mesmo?

Passos já se apressou esclarecer: "Não há nenhuma razão para pedir novas condições para Portugal", diz-nos o nosso governante.

Mais uma atitude lamentável, ou mesmo vergonhosa deste Governo, que deixa, uma vez mais o país à mercê das vontades destes talibãs da austeridade que mandam na Europa.

A verdade é que ao contrário do que nos querem fazer crer, a ajuda a Portugal foi também uma ajuda à banca. Vale a pena recordar que Judite de Sousa acabou por confessar que deu uma ajudinha aos patrões da banca nacional para que o resgate a Portugal fosse pedido por Sócrates.

O resgate a Portugal foi também um resgate à banca nacional, que tinha dificuldade em financiar-se, tal como agora em Espanha.

Mas Passos prefere ignorar as semelhanças e rejeita qualquer revisão do Memorando com a Troika.

Alguém, como eu, realmente preocupado com o rumo dos acontecimentos na Europa e em particular em Portugal, não pode deixar de se interrogar sobre a razão de tanta passividade, tanta preguiça na defesa dos mais elementares interesses do país. Porque não aproveitar este momento para reivindicar a revisão de um memorando que tanto desemprego e miséria tem criado?

Se não acreditarmos na hipótese da preguiça, a única resposta possível, encontra-se num post recente de Paul Krugman:

"So the austerity drive in Britain isn’t really about debt and deficits at all; it’s about using deficit panic as an excuse to dismantle social programs. (...) the drive for austerity was about using the crisis, not solving it. And it still is".

Passos, Gaspar, e demais parceiros, com António Borges não parecem querer resolver crise nenhuma. Usam a crise e o Memorando como o pretexto ideal para fazer cortar nos direitos dos trabalhadores; facilitar despedimentos; promover a mão de obra barata e sedenta para encontrar qualquer emprego, mesmo a troco de uma esmola; desmantelar escolas e hospitais públicos para tornar mais lucrativas estas àreas de negócio tão apetecíveis; entregar a privados àreas chave da nossa economia, garantindo que alguns amigos são recompensados com bons cargos nas empresas recém privatizadas.

Uma grande golpada, uma histórica vitória do liberalismo em Portugal...

PS1 - No meio disto ainda hoje penso como é que é possível que este governo tenha chegado ao poder com a ajuda preciosa de Bloco de Esquerda e Partido Comunista, que ajudaram a derrubar um Governo PS.

PS2 - Os meus aplausos para François Holande que toma algumas medidas importantes que contrariam a ideologia reinante: França vai encarecer despedimentos para combater o desemprego de 10%.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 16:14

Actualização das previsões (5)

Segunda-feira, 04.06.12

Actualização das previsões, depois de Vitor Gaspar ter dito isto na passada sexta. Mais uma previsão, mais um tesourinho deprimente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 19:48

Actualização das previsões (4)

Sexta-feira, 11.05.12

O descalabro das políticas do governo / troika em números. Hoje, a CE reviu em alta as previsões para o desemprego. Mais um ponto percentual, para 2012 e 2013, do que o Governo previu a semana passada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:32

Actualização das previsões (3)

Quarta-feira, 09.05.12

Como prometido, preparei uma tabela para acompanhar mais claramente o descalabro das políticas do Governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 22:34

Actualização das previsões (2)

Quarta-feira, 09.05.12

 

9 de Maio de 2012:

o Diário Económico, a previsão da taxa de desemprego para 2012 mantém-se nos 14, 5 por cento que já tinham sido inscritos no orçamento retificativo. Mas o Governo alterou as previsões de desemprego para os anos seguintes, já constantes da terceira revisão da troika feita em abril. "Em 2013, o Governo aponta para uma taxa de 14,1%, mais duas décimas que a troika. Para 2014, a revisão é de uma décima para 13,2%, e para 2015 sobre três décimas para 12,7", escreve o jornal.

 

29 de Março de 2012:

Banco de Portugal prevê recessão de 3,4 por cento em 2012 e uma estagnação em 2013

 

 

Como aqui se apresentou, Augusto Santos Silva escreveu no Facebook há dias:

"1. Em julho de 2011, o ministro das Finanças previa -1,7%.
2. Em agosto, já seria -1,8%.
3. Em outubro, ora experimenta lá pôr -2,8%.
4. Um mês passado, já corrigia para -3,0%.
5. Em fevereiro de 2012, a aposta vai nos -3,3,%.
(E, ninguém tenha qualquer dúvida, a série vai continuar...)"

 

PS- Quando tiver tempo, tenho de fazer uma tabela para mostrar mais claramente os sistemáticos erros de previsão do governo, que são sempre tratados de forma benevolente pela nossa comunicação social.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 11:04

A fábula da austeridade expansionista

Sexta-feira, 02.03.12

Previsões do Orçamento de Estado de 2012, da responsabilidade de Passos Coelho / Vitor Louçã Gaspar

12,5% no final de 2011

13,4% no final de 2012.

 

Realidade

14% no final de 2011

14,8% em janeiro de 2012.

 

Quando deixará este Governo de ter a austeridade como a arma secreta para a expansão?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por sitiocomvistasobreacidade às 21:09





Comentários recentes

  • Joao Saturnino

    Parabéns pelo seu blog, especialmente por este "in...

  • Frango Zappa

    Quanto custa o Mario?

  • E os Homens da Luta, por onde anda essa gente? E a...

  • cheia

    Tantos erros, e nem um culpado!

  • MCN

    O problema é a raqzão porque Afonso Camões não diz...